Comer chocolate ajuda na TPM?

Comer chocolate ajuda na TPM?

O período pré-menstrual é caracterizado por sintomas bastante desagradáveis para as mulheres. Além de cólicas e desconfortos típicos dessa fase, a maioria das mulheres sente um aumento da vontade de comer doces, especialmente o chocolate. Por causar uma sensação de bem-estar, muitas pessoas acreditam que comer chocolate ajuda na TPM. Neste post explicaremos como amenizar esses sintomas.

O que é a TPM?

A tensão pré-menstrual é um conjunto de sintomas que aparecem entre 10 e 14 dias antes da menstruação e que, com o início do fluxo, desaparecem. Os sintomas incluem: retenção hídrica, inchaço, sensibilidade, alteração de humor, tristeza, irritabilidade, e aumento do apetite.

Esse último costuma causar certa compulsão alimentar e muita vontade de comer carboidratos simples e açúcares. Mas não se assuste ou se culpe caso isso aconteça, pois é fisiologicamente natural. Isso se dá porque nesse período ocorrem alterações hormonais e diminuições de alguns minerais no organismo.

Comer chocolate ajuda na TPM?

O chocolate é um alimento rico em antioxidantes e apresenta cerca de 540Kcal, 7,2g de proteínas, 30,3g de gorduras e 59,6g de carboidratos em 100g do alimento. Além disso, contém 0,3mg de Manganês e 0,6mg de vitaminas B6.

Esse alimento aumenta a sensação de prazer, pois estimula a produção de serotonina, o hormônio do bem-estar. Por isso, podemos dizer que o chocolate pode auxiliar em alguns dos sintomas da TPM, no entanto, não é necessário comer uma barra inteira! Apenas 40g de chocolate por dia já são suficientes para aproveitar seus benefícios.

Opte pelos chocolates que contenham no mínimo 50% de cacau, pois são ricos em flavonoides, uma substância essencial para melhorar o funcionamento das células do corpo e, na maioria dos produtos, apresentam menor teor de gorduras totais.

Recomendações para amenizar os sintomas

Para ajudar a melhorar os sintomas da TPM, recomenda-se o consumo de alimentos que aumentem a disponibilidade de algumas substâncias no organismo, como:

Serotonina e triptofano: dentre os alimentos que ajudam a aumentar seus níveis, estão: arroz integral, pão integral, leite, tâmara, iogurte, soja, nozes e lentilha;

Vitamina B6: germe de trigo, leveduras, carne de boi, aves, peixes, cereais integrais, legumes, batata, banana e aveia

Vitamina E: óleos vegetais, germe de trigo, sementes oleaginosas, vegetais folhosos verde-escuros, ovos e fígado

Cálcio: leites e derivados, tofu, brócolis, couve

Magnésio: nozes, cereais integrais, leguminosas, hortaliças, produtos lácteos e frutas

Manganês: cereais integrais, oleaginosas e vegetais folhosos

Referências:

  1. BARBOSA, S.R.; LIBERALI, R.; COUTINHO, V.F. Relação dos aspectos nutricionais na tensão pré-menstrual (TPM): Revisão sistemática. Ver Bras de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento; 4(19): 31-38, 2010.
  2. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO. 4. ed. rev. e ampl.
  3. SMCS Silva, J Mura – Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia, 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *