Efeitos do chá de canela na menstruação

Efeitos do chá de canela na menstruação

A canela é uma especiaria de origem asiática, que ao longo da história se difundiu pela Europa, chegando aos demais continentes.

Foi sempre considerado um alimento “quente” com capacidade de agitar e despertar. Das diversas propriedades benéficas, também podemos destacar o óleo essencial de canela, que é apontado como um excelente antibacteriano.

Além disso, possui propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, antidiabéticas e ajuda a controlar os níveis de colesterol. Neste texto vamos ver ainda os efeitos da canela e seu chá sobre a menstruação.

Canela no período menstrual

As cólicas menstruais não podem ser consideradas uma doença, mas as mulheres que passam ou já passaram por essa sensação entendem o quão limitante às atividades cotidianas essas dores podem ser.

Além dos remédios tradicionais, algumas plantas e/ou especiarias com propriedades medicinais, são utilizadas nos cuidados de desconfortos e dores. A canela é um exemplo de alternativa para amenizar as dores no caso das cólicas.

Uma pesquisa realizada com estudantes iranianas apontou efeitos significativamente benéficos no uso de canela em relação as cólicas menstruais. As participantes do estudo fizeram uso de cápsulas que continham canela e o resultado foi satisfatório: a canela reduziu significativamente a duração e a intensidade da dor da cólica durante a menstruação.

Outra influência da canela sobre o ciclo menstrual, é que essa especiaria também aumenta os níveis de progesterona no sangue e facilita a regulação do ciclo.

Mas e para a menstruação atrasada?

O período menstrual nunca apresenta o mesmo padrão entre as mulheres. Algumas apresentam ciclo regular, outras passam meses sem menstruar por alguma razão específica e outras ainda vivem contínuos atrasos na “espera” do fluxo mensal.

A canela pode contribuir para que a menstruação “desça”, caso esteja atrasada até 2 ou 3 dias. Pois ao estimular uma contração uterina, pode ajudar a induzir o fluxo menstrual.

Caso queira faz uso do chá, certifique-se que não está grávida e utilize no primeiro dia de atraso da menstruação.

Preparo:

Você vai precisar de pau ou cascas de canela. Coloque 2 paus de canela ou as cascas em uma panela com água (aproximadamente 200ml), e deixe ferver por alguns minutos. Retire do fogo e reserve por mais 10 minutos. Espere amornar e pode tomar!

Atenção!

Se você pode estar grávida, tenha cuidado. O Ministério da Saúde por meio da ANVISA alerta que não se utilize chá de canela durante a gravidez. É possível que este chá cause irritação nas mucosas, e dessa maneira atinja a parede do útero.

Se sua menstruação está atrasada há muitos dias é ideal que procure um médico que possa te orientar de maneira segura.

Agora, confira o texto que escrevemos sobre todos os benefícios à saúde que o chá de canela pode entregar. Clique aqui e confira!

Referências:

  1. Carneiro, Henrique. Comida e sociedade: uma história da alimentação. Elsevier Brasil, 2017. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=PIgHWxCJwRoC&oi=fnd&pg=PA1&dq=canela+historia+nutri%C3%A7%C3%A3o&ots=XvymSeSf5o&sig=yfaao322unKiRkK9_mer6En-GT0 
  2. Mota, Aquiles Paulino Peres, Dantas, João Carlos Pinheiro, & Frota, Cristiane Cunha. (2018). Antimicrobial activity of essential oils from Lippia alba, Lippia sidoides, Cymbopogon citrates, Plectranthus amboinicus, and Cinnamomum zeylanicum against Mycobacterium tuberculosis. Ciência Rural, 48(6), e20170697. Epub June 21, 2018. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20170697
  3. Jaafarpour, Molouk, et al. “Comparative effect of cinnamon and Ibuprofen for treatment of primary dysmenorrhea: a randomized double-blind clinical trial.” Journal of clinical and diagnostic research: JCDR 9.4 (2015): QC04. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4437117/pdf/jcdr-9-QC04.pdf
  4. Moini Jazani, Arezoo, et al. “Herbal Medicine for Oligomenorrhea and Amenorrhea: A Systematic Review of Ancient and Conventional Medicine.” BioMed research international 2018 (2018). Disponível em: https://www.hindawi.com/journals/bmri/2018/3052768/
  5. BRASIL. ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº
    10/2010, de 9 de março de 2010 – Dispõe sobre a notificação de drogas vegetais junto
    à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e dá outras providências.
Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *