Leite de cabra ou leite de vaca. Qual é o melhor?

Leite de cabra ou leite de vaca, você sabe qual é o melhor? Leia a matéria abaixo e faça uma escolha saudável!

leite de cabra ainda é pouco consumido no Brasil, representa cerca de 2% da ingestão de leites, porém, pode apresentar diversos benefícios à saúde, principalmente para as pessoas que sofrem com alergias e distúrbios digestivos associados à ingestão de leite de vaca.

Já o leite de vaca, de sabor leve e aroma suave, é muito consumido pela população brasileira. É o leite mais tradicional e está presente em praticamente todas as casas.

O leite de cabra está associado a uma maior capacidade de metabolizar vitaminas e minerais como o ferro e o cobre, além de ser considerado anti-inflamatório por inibir distúrbios na função intestinal.

O leite caprino tem sido o leite animal mais recomendado para os seres humanos por ser o mais próximo ao leite materno em comparação com o leite de vaca, devido ao sua composição nutricional, tornando-o de mais fácil digestão.

Atenção: o leite materno não deve ser substituído por nenhum leite de origem animal ou vegetal!

Composição nutricional dos dois leites

Em 100g de leite de cabra encontramos a seguinte composição nutricional:

  • Calorias: 69 Kcal
  • Carboidratos: 4,5g
  • Proteínas: 3,6g
  • Gorduras totais: 4,1g
  • Gorduras saturadas: 2,7g
  • Gorduras insaturadas: 1,2g
  • Sódio: 50mg

Já em 100g de leite de vaca semidesnatado encontramos:

  • Calorias: 50 Kcal
  • Carboidratos: 4,8g
  • Proteínas: 3,3g
  • Gorduras totais: 1,9g
  • Gorduras saturadas: 1,2g
  • Gorduras insaturadas: 0,6g
  • Sódio: 47mg

Ainda, é possível encontrar diversas vitaminas e minerais em ambos os leites, com destaque para:

De forma geral, a composição nutricional dos dois leites é bastante semelhante, no entanto, é possível observar que o leite de vaca semidesnatado possui menor teor de gorduras totais e de gorduras saturadas.

Ao escolher o leite de vaca integral, por exemplo, os teores de gorduras dos dois tipos de leite ficarão muito parecidos também.

Os dois leites possuem muitos benefícios:

– O leite de cabra contém maior teor de gordura, porém, é tão rico em aminoácidos, cálcio e em proteínas quanto o de vaca;

– O leite caprino fornece 20% da necessidade diária de riboflavina, além de conter vitamina B12, potássio, selênio e fósforo auxiliando a digestão. Além da vitamina A, cálcio, magnésio, cloro e manganês;

– A criação de cabras gera menos impacto ambiental pois no espaço em que se cria uma vaca saudável pode-se criar até 6 cabras.

– O leite bovino possui cerca de 17% de ácidos graxos contra 35% do leite de cabra o que comprova sua fácil digestão, favorecendo o esvaziamento gástrico e menor incidência de refluxo gastroesofágico;

– O leite de vaca tem vantagem sobre o leite de cabra em relação a algumas vitaminas e minerais como a vitamina B6, B12, ácido fólico, ferro, zinco e molibdênio;

O leite de cabra possui características importantes que o difere do leite de vaca como melhor digestibilidade e alcalinidade e maior capacidade tamponante.

Importante saber também que apesar do leite de cabra se comportar positivamente em alguns casos de intolerância ao leite de vaca que se manifestam em sintomas gastrointestinais e de vias aéreas superiores menos intensos, não é totalmente seguro para alguns tipos de alergia.

Também é importante lembrar que o leite de vaca é um alimento muito mais acessível à toda população.

É mais fácil encontra-lo para vender e possui um preço mais baixo, quando comparado ao leite de cabra.

Curiosidade

Para alguns naturopatas, o leite de cabra pode proporcionar vigor, vitalidade e flexibilidade. Pode manter as articulações funcionando normalmente sendo importante para quem sofre com artrite, artrose e condições do gênero.

Como referência dizem que depois de seus famosos jejuns, Mahatma Gandhi bebia leite de cabra cru para restaurar sua saúde.

Conheça mais sobre esse assunto lendo o nosso artigo “Quais são os benefícios do leite de cabra?“.

Para concluir, fica claro que não existe nenhum alimento “milagroso” e que a escolha entre os dois tipos de leite deve vir a partir dos hábitos, da cultura e dos gostos de quem o for consumir.

Mas, é sempre bom lembrar que uma alimentação variada e equilibrada é a chave para uma vida saudável. Então, que tal variar entre os leites consumidos?

Referências:

  1. FISBERG, Mauro et al. Aceitação e tolerância de leite de cabra em pré-escolares. Pediatria Moderna, v. 35, n. 7, p. 526-537, 1999. http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=796
Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *