Quais as diferenças entre linhaça dourada e linhaça marrom

Quais as diferenças entre linhaça dourada e linhaça marrom

A linhaça marrom e a linhaça dourada são as variedades existentes disponíveis para consumo humano. Sua cor é determinada pela quantidade de pigmentos presentes no revestimento externo da semente e pode ser influenciada por fatores genéticos e ambientais.

A linhaça é o alimento de origem vegetal mais rico em ácidos graxos ômega 3, apresentando também quantidades elevadas de fibras e compostos fenólicos, que proporcionam benefícios à saúde, como: a redução do risco de doenças cardiovasculares, o correto funcionamento intestinal e a prevenção de inflamações.

A variedade de linhaça marrom é cultivada em regiões de clima quente e úmido como o Brasil, já a dourada, em regiões frias, como o norte dos Estados Unidos e o Canadá. No cultivo da linhaça marrom são utilizados agrotóxicos, o que não ocorre com a linhaça dourada.

SAIBA MAIS: Para que serve a linhaça dourada, como usar e onde comprar esta semente!

Linhaça marrom x linhaça dourada: diferenças nutricionais

A composição química das variedades de linhaça é semelhante, não apresentando diferenças significativas quanto ao teor de proteínas, fibras solúveis e ômega 3.

Estudos recentes identificaram no óleo de linhaça marrom conteúdo maior de ácido oléico (ômega 9) e tocoferóis, com maior capacidade antioxidante e estabilidade oxidativa.

No entanto, a linhaça dourada apresenta melhor perfil de ácidos graxos, pois contém menor conteúdo total de ácidos graxos saturados, demonstrando melhor qualidade nutricional para o consumo humano como alimento e/ou ingrediente funcional em produtos alimentícios.

E na culinária, há diferenças entre linhaça dourada e linhaça marrom?

O sabor da linhaça dourada é mais suave que o da marrom, o que pode ajudar quem está iniciando o consumo da semente, no entanto, a linhaça marrom também pode ser utilizada nas mais diversas preparações culinárias.

É bom lembrar que fazer um “rodízio” entre as variedades de cada alimento é uma prática saudável e sustentável, para o nosso organismo, para a terra e para os agricultores que cultivam e comercializam este gênero.

Agora que já sabe qual é a diferença entre as linhaças marrom e dourada aproveite para incluir esta semente em sua alimentação diária, associando seu consumo à ingestão de 2 a 3 litros de água por dia, para assim desfrutar efetivamente dos benefícios deste super alimento e deixar sua dieta mais nutritiva com alimentos integrais!

Referências:

  1. Barroso, AKM et al. Linhaça marrom e dourada: propriedades químicas e funcionais das sementes e dos óleos prensados a frio. Ciência Rural, Santa Maria, v.44, n.1, p.181-187, jan., 2014.
  2. Novello, D, Pollonio, MAR. Caracterização físico-química e microbiológica da linhaça dourada e
    marrom (Linum Usitatissimum L.). Rev Inst Adolfo Lutz. 2012; 71(2):291-300.
  3. Oba Gastronomia. Home > Linhaça: uma semente fantástica. Disponível em obagastronomia.com.br/linhaca/. Acesso em 05.07.2018.

Escrito por

Carla Lizandra

Nutricionista com CRN 44307 formada em Nutrição pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

Cursos intensivos de extensão em Nutrição Clínica Aplicada e Personal Diet Pós graduanda em Nutrição Clínica: do Home-care ao Hospital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *