Hamamélis: O que é, benefícios e recomendações de uso

As plantas nos oferecem uma variedade enorme de aplicações e usos, tanto medicinais quanto cosméticas. Uma mesma planta armazena vários grupos de ativos, alguns em maiores quantidades do que outros e, dentro desses grupos, algumas substâncias se destacam tanto pela quantidade como pela sua atividade biológica.

Neste post falaremos sobre os usos e benefícios da Hamamélis!

O que é Hamamélis

A Hamamélis virginiana é uma árvore que pode chegar a 4 metros de altura, nativa dos bosques úmidos dos Estados Unidos e Canadá, foi introduzida na Inglaterra em 1735, e depois para toda a Europa.

As partes mais empregadas são a folha e a casca do caule. A folha tem sabor adstringente ligeiramente aromático e amargo. A casca é adocicada e picante.

A folha, entretanto, é utilizada principalmente na forma de extrato e tintura e apresenta propriedades vasoconstritoras (faz os vasos sanguíneos se contraírem), na obesidade, aterosclerose, entre outras situações. É empregada ainda no preparo de cosméticos, sob a forma de pomada, especialmente contra frieiras. É cultivada nos jardins europeus, como planta ornamental.

Benefícios da Hamamélis para sua saúde

Dentre as propriedades medicinais e benefícios associados ao uso da hamamélis podemos citar:

  • anti-inflamatório;
  • bactericida;
  • protetor dos vasos sanguíneos e coração;
  • adstringente e anti-hemorrágica (é capaz de conter sangramentos), utilizada em hemorroidas (folhas principalmente) e varizes;
  • inflamações de pele e mucosas em geral (gengivites, conjuntivite, estomatites, herpes, faringo-amigdalites, etc);
  • diarreias;
  • corrimentos vaginais;
  • contusões;
  • acne;
  • caspa.

Substâncias chamadas de taninos e flavonoides presentes na Hamamélis produzem um efeito adstringente, por isso é indicada para combater a diarreia, conter sangramentos, como cicatrizante e bactericida. Também diminui a sensibilidade da pele, sendo útil no tratamento de queimaduras. É muito usada em fórmulas de loções capilares e xampus, estimulando a formação do epitélio e ativando a circulação da pele.

O extrato aquoso de Hamamélis tem demonstrado, quando administrado internamente em estudos com ratos, atividade anti-inflamatória, enquanto que a aplicação local de extratos de folhas de Hamamélis provoca um efeito hipotérmico (redução da temperatura) por vasoconstrição local, ou seja, o extrato é capaz de “contrair e fechar” parcialmente os vasos sanguíneos do local e assim promover efeito anti-inflamatório!

Nas hemorroidas, tanto por via interna (associado com Ginkgo biloba e Plantago ovato) quanto por via externa, a Hamamélis tem evidenciado atividade anti-inflamatória aplicando-se sob a forma de água de Hamamélis.

Resumo

Dentre as propriedades medicinais e benefícios associados ao uso da Hamamélis podemos citar:

  • anti-inflamatório;
  • bactericida;
  • protetor dos vasos sanguíneos e coração;
  • adstringente e anti-hemorrágica (é capaz de conter sangramentos), utilizada em hemorroidas (folhas principalmente) e tratamento de varizes;
  • inflamações de pele e mucosas em geral (gengivites, conjuntivite, estomatites, herpes, faringo-amigdalites, etc);
  • diarreias;
  • corrimentos vaginais;
  • contusões;
  • acne;
  • caspa.

Recomendações e modos de usar

A Hamamélis pode ser utilizada tanto interna quanto externamente, tudo depende do que será tratado e da recomendação do profissional de saúde competente.

Uso Interno:

  • Infusão (folhas): uma colher de sobremesa, duas vezes ao dia;
  • Decocção (casca): 30 a 60 g/L, ferver durante dois minutos, duas vezes ao dia;
  • Extrato fluido: 1 a 4 mL, três vezes ao dia;
  • Tintura (1:10): uma colher de sopa em um copo d’água, duas a três vezes ao dia;
  • Pó: 2 a 6 g ao dia, em doses de 1 g;
  • Extrato Seco (5:1): 0,5 a 2 g ao dia.

Uso externo:

  • Extrato Glicólico: 2 a 5%;
  • Pomada;
  • Tintura: 10 a 20%;
  • Extrato fluido: 5 a 10%.

Internamente, é utilizada no tratamento de disenterias, prisão de ventre, tosse, “purificação” do sangue e redução de sangramento menstrual. Também é indicada para reduzir os inchaços corporais. Ela ajuda a acabar com a retenção de líquidos e a acelerar o metabolismo, potencializando os efeitos de uma dieta saudável e dos exercícios físicos praticados na eliminação de gorduras e controle de peso.

Externamente, é eficaz no tratamento de cortes, picadas, queimaduras na pele, inflamações oculares e hemorroidas, além de varicosas, problemas circulatórios, varizes, pernas cansadas, eczema e sangramento de feridas.

Resumo

O uso da Hamamélis virginiana pode ser feito interna ou externamente, tudo vai depender do que será tratado.

Internamente, é utilizada no tratamento de disenterias, prisão de ventre, tosse, purificação do sangue e redução de sangramento menstrual. Também é indicada para reduzir os inchaços corporais. Ela ajuda a acabar com a retenção de líquidos e a acelerar o metabolismo, potencializando os efeitos de uma dieta saudável e dos exercícios físicos praticados na eliminação de gorduras e peso.

Externamente, é eficaz no tratamento de cortes, picadas, queimaduras na pele, inflamações oculares e hemorroidas, além de varicosas, problemas circulatórios, varizes, pernas cansadas, eczema e sangramento de feridas.

Chá de Hamamélis

A seguir disponibilizamos uma receita de chá de Hamamélis para banho de assento, esse é um remédio caseiro, que tem como finalidade ajudar no tratamento de hemorroidas:

Ingredientes

  • 1 punhado de Hamamélis
  • 5 xícaras de chá cheias de água (1,5L)

Modo de preparo

Ferver a água e adicionar a Hamamélis, deixando ferver por mais 5 minutos. Coar e tomar banhos mornos de assento diariamente.

A receita abaixo é de chá de Hamamélis para uso interno:

Ingredientes

  • 2 g das folhas secas de Hamamélis
  • 150 ml de água

Modo de Preparo

Coloque a água com as folhas em um recipiente e leve ao fogo e, ao alcançar fervura, deixe por mais dois minutos e então desligue. Retire do fogo e deixe amornar, coe e consuma 1 xícara de chá duas vezes ao dia sem açúcar ou adoçante.

Cuidados e contraindicações

É contraindicado para gastrite e úlcera do estômago e intestino, pois os taninos podem irritar as paredes do estômago.

Além disso, a Hamamélis pode ocasionar, em algumas pessoas, sedação e salivação abundante. Também vale ressaltar que, assim como todo medicamento, as formulações contendo Hamamélis devem ser utilizadas na dosagem e concentração recomendada por um profissional de saúde, uma vez que foram relatados – embora raramente – casos de dano ao fígado.

Leia também sobre a carqueja: o que é, benefícios e como fazer o chá!

Referências:

  1. “Tratado de fitomedicina – bases clínicas e farmacológicas” Dr. Jorge R. Alonso – editora Isis . 1998 – Buenos Aires – Argentina.
  2. Florien. Hamamelis virginiana. Disponível em: http://florien.com.br/wp-content/uploads/2016/06/HAMAMELIS.pdf
  3. Infinity Pharma. Extratos Glicólicos- Hamamelis. Disponível em: https://infinitypharma.com.br/uploads/insumos/pdf/e/Extr._Glicolicos_31.pdf
  4. Purifarma. Extrato seco de Hamamélis. Disponível em: http://www.farmaciachaverde.com.br/img/produtos/arquivos/Hamam%C3%A9lis.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *