Enzimas digestivas: o que são, benefícios, como usar e onde comprar

PUBLICIDADE

O que são enzimas digestivas

O nosso trato gastrointestinal (composto pela boca, pelo estômago e pelos intestinos delgado e grosso), naturalmente produz enzimas digestivas. Essas substâncias são responsáveis por reações químicas que fazem parte do processo de digestão dos alimentos que ingerimos, para que eles sejam absorvidos da maneira adequada.

Porém, em algumas situações o nosso corpo deixa de ser eficiente na produção dessas enzimas, aí começam a surgir alguns incômodos gastrintestinais (barriga inchada, formação excessiva de gases, diarreia, vômitos, etc). Por exemplo, algumas pessoas passam a sentir a barriga inchada e cólicas intestinais após tomar leite e/ou consumir seus derivados, como os queijos e os iogurtes.

Vale ressaltar que alguns alimentos são ricos em enzimas digestivas, tais como abacaxi (bromelina), mamão (papaína), abacate (lipases), kimchi (proteases, lipases e amilase), entre tantos outros. Por isso, antes de começar a tomar essas enzimas, vale à pena inserir mais desses alimentos ao seu dia a dia!

Entretanto, muitas vezes apenas inserir mais desses alimentos na dieta não é o suficiente para “dar conta do recado” e com o objetivo de aliviar sintomas indesejados como os acima descritos, médicos e nutricionistas podem sugerir o uso de enzimas digestivas como forma de “tratamento” via oral.

Essas enzimas digestivas possuem papel fundamental na nutrição, e a suplementação é importante para suprir a deficiência dessas enzimas no organismo.

A ingestão prescrita adequadamente melhora a digestão de carboidratos, gorduras, lactose (o açúcar do leite) e proteínas, reduzindo os desconfortos, e consequentemente promovendo maior bem estar e uma vida mais saudável.

As enzimas digestivas recebem denominações de acordo com o substrato sobre o qual atuam, sejam eles carboidratos, gorduras (lipídios) ou proteínas:

  • Protease (digerem proteínas)
  • Carboidrase (digerem carboidratos)
  • Lipase (digerem lipídios)
  • Nuclease (digerem ácidos nucleicos)
  • Maltase (digerem maltose)
  • Amilase (digerem polissacarídeos – amido)

Resumo

O nosso sistema digestivo naturalmente produz uma infinidade de enzimas digestivas, que são responsáveis pela “quebra” dos alimentos que ingerimos para que eles sejam absorvidos da maneira adequada.

Porém, em algumas situações o nosso corpo deixa de ser eficiente na produção dessas enzimas e começam a surgir alguns desconfortos. O uso de enzimas favorece a digestão adequada dos alimentos ingeridos e reduz tais complicações.

As enzimas digestivas são dividas de acordo com o substrato aos quais elas atuam: protease (digerem proteínas); carboidrase (digerem carboidratos); lipase (digerem lipídios); nuclease (digerem ácidos nucleicos); maltase (digerem maltose); amilase (digerem polissacarídeos – amido).

Benefícios das enzimas para a digestão

A suplementação com enzimas digestivas pode trazer inúmeros benefícios, e é um método de tratamento eficiente para diversas condições.

Claro que, como sempre gostamos de esclarecer, é importante que você seja avaliado por um profissional qualificado e competente, para que suas possíveis deficiências sejam avaliadas individualmente, assim a escolha do suplemento será adequada para o seu caso.

VEJA TAMBÉM:  Intolerância a lactose: o que é, sintomas e como tratar

Se você pratica exercícios físicos de alta intensidade também poderá se beneficiar com a utilização desses suplementos.

Dentre os benefícios da ingestão das enzimas digestivas podemos citar:

  • Alívio intestinal, uma vez que elas ajudam a melhorar a digestão, o que reduz desconfortos abdominais e dores ocasionadas por digestões inadequadas;
  • O uso das enzimas digestivas também é benéfico para otimizar a absorção de nutrientes;
  • Como o processo digestivo fica mais eficiente, a eliminação das toxinas do corpo acaba sendo facilitada;
  • Além disso, têm se associado ao consumo de suplementos de enzimas digestivas uma melhora do sistema imunológico;
  • Com relação à prática de exercícios intensos, esse tipo de suplementação auxilia na recuperação muscular. Isso porque os efeitos dessas enzimas para a saúde de um modo geral contribuem na prevenção de alguns processos inflamatórios;
  • Ainda no contexto de combate aos processos inflamatórios, as enzimas acabam auxiliando em tratamentos de artrite, por exemplo.

Como usar e onde comprar enzimas

Você encontra esse tipo de suplemento em lojas especializadas.

Listamos para você os “top 3” suplementos enzimáticos:

Enzimas Digestivas Zymelift Essential Nutrition

De acordo com o site da marca, Zymelift é uma rica combinação de 15 tipos de enzimas digestivas diferentes que pode otimizar a digestão e absorção.

As enzimas de Zymelift são de fontes veganas e abrangem o maior número de macronutrientes.

Segundo informações do site do fabricante, para consumir o suplemento você deve dissolver 3g (1 sachê) em aproximadamente 100ml de líquido ou 100g de alimento, ou conforme orientação de nutricionista ou médico.

Com relação à sua composição temos:

Amilase, amilase bacteriana e glicoamilase: enzimas que auxiliam na digestão de amidos e carboidratos (importantes para quem não mastiga direito os alimentos).

Alfa-galactosidase: enzima que digere açúcares complexos (oligossacarídeos e polissacarídeos) presentes em alguns vegetais, grãos e leguminosas, ajudando a evitar gases, dores e inchaço abdominal.

Xilanase: enzima que digere a hemicelulose, um dos principais componentes das paredes celulares dos vegetais.

Lactase: enzima que digere a lactose, transformando-a em glicose e galactose.

Celulase: enzima que digere a fibra insolúvel celulose (componente mais abundante da parede celular dos vegetais).

Pectinase: enzima que digere a pectina, um dos principais componentes da parede celular dos vegetais.

Maltase: enzima que digere a maltose (açúcar dos cereais), transformando-a em glicose.

Lipase: enzima que atua sobre os lipídios, transformando-os em ácidos graxos e glicerol. A lipase é uma enzima ativa em meio ácido.

VEJA TAMBÉM:  Proteína da Carne Beef Protein: O que é, como tomar e onde comprar

Invertase: enzima que digere a sacarose (açúcar refinado), transformando-a em frutose e glicose.

Hemicelulase: enzima capaz de digerir as hemiceluloses (polissacarídeos que juntos com a celulose e a pectina formam a parede celular dos vegetais).

Protease e protease ácida estável: enzima que auxilia na quebra das proteínas, tanto em pH ácido (estômago) como no intestino.

Bromelina: enzima que digere as proteínas.

Conheça mais sobre esse produto aqui!

Enzimas Digestivas Enzylacto Vitafor

Enzylacto é um mix de enzimas para preparo de alimentos composto por 3 das principais enzimas digestivas: Protease, Lactase e Lipase. Apresenta-se no mercado em caixa com 30 sachês de 2g cada.

Dentre os benefícios e diferenciais citados pelo fabricante, temos: mix de enzimas para preparação de alimentos lácteos ou alimentos que contenham derivados de leite.

Ainda de acordo com o fabricante, para consumir este suplemento você deve seguir as seguintes instruções:

  • Na preparação de 1 litro de leite ou derivados adicionar um sachê com 10.000 FCC ALU, agitar por 3 minutos e deixar em repouso por 15 minutos a temperatura ambiente, na sequência aquecer até a fervura (>80°C) e retornar a temperatura ideal para consumo. Este produto deve ser destinado para o preparo de alimentos.

Enzimas Digestivas Enzyfor Sabor Abacaxi Vitafor

É um produto indicado para o preparo de alimentos como: bebidas, alimentos proteicos e alimentos lácteos. Assim como o suplemento descrito acima, ele também é composto por protease, lactase e lipase, mas nesse suplemento há a adição de bromelina, que auxilia também na digestão das proteínas.

De acordo com o fabricante, para consumir este suplemento você deve seguir as seguintes instruções:

  • Na preparação de 1 litro de leite ou derivados adicionar um sachê, agitar por 3 minutos e deixar em repouso por 15 minutos a temperatura ambiente, na sequência aquecer até a fervura (>80°C) e retornar a temperatura ideal para consumo. Este produto deve ser destinado para o preparo de alimentos.

Referências:

  1. Choi, I. H., Noh, J. S., Han, J. S., Kim, H. J., Han, E. S., Song, Y. O.  Kimchi, a fermented vegetable, improves serum lipid profiles in healthy young adults: randomized clinical trial. J Med Food. 2013 Mar;16(3):223-9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23444963;
  2. Muss, C., Mosgoeller, W., Endler, T. Papaya preparation (Caricol®) in digestive disorders. Neuro Endocrinol Lett. 2013;34(1):38-46. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23524622;
  3. Hertzler, S. R., Clancy, S. M. Kefir improves lactose digestion and tolerance in adults with lactose maldigestion. J Am Diet Assoc. 2003 May;103(5):582-7. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12728216;
  4. Vitafor. Enzylacto. Disponível em: https://www.vitafor.com.br/pt/produto/enzylacto;
  5. Vitafor. Enzyfor. Disponível em: https://www.vitafor.com.br/pt/produto/enzyfor;
  6. Essential. Zymelift. Disponível em: https://www.essentialnutrition.com.br/zymelift#tabela01.
PUBLICIDADE

Escrito por

Andrea Rampazzo

Nutricionista com CRN 31884 formada em Nutrição pela Universidade Federal de Alfenas – MG

Mestre Fisiologia da Nutrição pelo Departamento de Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – UNIFESP. Pós- graduanda em Metabolismo do atleta pelo Instituto Hi-Nutrition. Atua como nutricionista clínica no "Espaço Evoluir" na cidade de Itupeva-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *