Dieta da NASA ou Pronokal: O que é, benefícios e como fazer

A dieta Pronokal, apelidada de dieta da NASA, tem feito sucesso entre os famosos, como o cantor Luciano da dupla com Zezé de Camargo, por prometer um emagrecimento rápido, através da restrição de açúcares e gorduras por um período determinado, substituindo algumas refeições por sachês em pó ricos em proteínas e alimentos especiais, como os que os astronautas utilizam para se alimentar em suas viagens espaciais.

Após alcançar 80% da perda de peso esperada, orienta-se o retorno gradual dos alimentos restringidos e a manutenção do peso perdido através de mudanças de hábitos alimentares, prática de exercícios físicos e melhorias comportamentais, com o acompanhamento de uma equipe de profissionais de saúde durante todas as fases da dieta.

Parece seguro e tentador, não é mesmo?!

Mas a dieta Pronokal tem seus riscos e consequências, como qualquer outra dieta: pode não se adequar às pessoas com maior dificuldade em aderir a restrições alimentares muito radicais, interferir no metabolismo de forma negativa, caso a indicação das refeições em pó e as mudanças de hábitos não sejam seguidas a risca e ainda prejudicar a relação com o alimento, que fica sem segundo plano durante a primeira fase do método.

Confira detalhes de como funciona a dieta Pronokal, seus prós e contras e benefícios para o emagrecimento!

O que é a Dieta da Nasa (Pronokal)?

A dieta Pronokal foi criada na Espanha por uma empresa de mesmo nome e, apesar de ser conhecida como dieta da NASA, nada tem a ver com a consagrada agência de operações espaciais americana.

Ficou assim conhecida por promover o uso de sachês em pó com alimentos liofilizados ou desidratados, como os que os astronautas utilizam para se alimentar, já que não é possível manter alimentos frescos por muito tempo e um desconforto abdominal poderia causar gases, que prejudicariam o bem estar no espaço.

O método Pronokal tem por objetivo oferecer uma dieta “proteinada” na qual, diferente das dietas hiperproteicas, é calculada uma quantidade exata de proteínas individualizadas para cada pessoa, para ajudar a reduzir o peso de forma rápida e mantê-lo a longo prazo.

Segundo os criadores da estratégia, a manutenção do peso ocorre por meio de uma adaptação do organismo e apoio constante de médicos, nutricionistas, educadores físicos e especialistas em coaching que acompanham o paciente até dois anos após alcançar o objetivo.

Durante a dieta acontecem alterações fisiológicas, como o aumento do metabolismo basal que permitem uma queima de calorias mais intensa e a diminuição dos níveis de insulina, hormônio que favorece o armazenamento de gordura. A estabilização dessas mudanças no funcionamento do metabolismo ocorre na segunda etapa da dieta, com a reeducação alimentar e a adoção de um estilo de vida mais saudável, para manter o peso perdido.

Dieta do HCG: O que é, como fazer e prós e contras

Resumo:

A dieta Pronokal foi criada por uma empresa na Espanha e recebeu o apelido de “dieta da NASA”, por prometer um emagrecimento rápido através do consumo de sachês em pó e alimentos liofilizados ou desidratados que podem ser reconstituídos em omeletes, crepes, sopas, cremes, pães proteicos, shakes, bebidas de frutas e sobremesas.

Esse método é baseado em três etapas onde ocorrem a restrição de carboidratos e gorduras, a fase ativa para perda de peso e introdução gradual de todos os tipos de alimentos posteriormente, com o estímulo a adoção de novos hábitos orientados por profissionais de saúde, o que ajuda a manter o peso perdido.

Ela é muito cara ou difícil de fazer?

Cada sachê em pó custa em média R$24 reais, e na primeira fase da dieta seriam necessários de 3 a 4 sachês por dia, o que implicaria em um gasto de aproximadamente R$100 reais diários, além dos custos com as consultas médicas iniciais e as de acompanhamento que vão se tornando mais distantes ao longo da evolução do paciente.

Por isso, a dieta Pronokal tem um alto custo e não é acessível para todos!

A dificuldade em fazer essa dieta depende de cada pessoa. Poucos alimentos tradicionais são consumidos nas primeiras semanas e boa parte das refeições, como o café da manhã e os lanches entre o almoço e o jantar, são substituídos por omeletes, crepes, shakes e sopas elaborados com os sachês em pó fornecidos pela empresa Pronokal.

Então, a rotina alimentar sofre mudanças drásticas que podem ser sentidas com mais intensidade por algumas pessoas e não fazer tanta diferença para outras, já que essa primeira etapa que constitui a fase ativa da dieta, onde a maior parte da perda de peso vai ocorrer, tem um prazo determinado para acabar e o consumo de alimentos de todos os tipos ser restabelecido.

A monotonia também pode pesar, já que quanto mais opções de sabores dos alimentos liofilizados você quiser incluir na sua dieta, mais vai gastar!

Resumo: 

O custo médio com a dieta Pronokal nas primeiras semanas é de R$100 reais por dia, com os sachês em pó e alimentos liofilizados que substituem algumas refeições e, por isso, não está acessível para todos. A restrição drástica de carboidratos e gorduras e a monotonia alimentar podem ser obstáculos para seguir o método, mas a adaptação pode variar de pessoa para pessoa.

Quais seus benefícios e vantagens para o emagrecimento

O método Pronokal pode contribuir com uma perda de peso rápida e expressiva, pois fornece menos calorias do que as dietas convencionais, restringe carboidratos que são a maior fonte energética da alimentos e, ao contrário da maioria das dietas low carb que propõe um aumento significativo de gorduras (dieta cetogênica) ou de proteínas (dieta hiperproteica), a dieta da NASA visa uma oferta de proteína em quantidades exatas e baixo teor de gorduras.

Dessa forma, o aumento dos níveis de triglicerídeos e colesterol ruim no sangue é prevenido, diminuindo as chances de doenças do coração. Além disso, como a oferta de proteínas da dieta Pronokal é ajustada às necessidades de cada paciente, os riscos de sobrecarga dos rins e do fígado são menores, possibilitando o aumento da queima de calorias às custas de massa gorda e maior preservação dos músculos, ao longo da perda de peso.

O período fixo de restrição de carboidratos e gorduras, que não se prolonga por muito tempo e é sempre acompanhado por médicos e nutricionistas, também é uma vantagem para quem busca uma perda de peso mais rápida, porém segura, assim como a orientação adequada para promover mudanças nos hábitos alimentares, comportamento e estilo de vida, o que aumenta as chances dos resultados serem mantidos após o final da restrição.

Resumo: 

A dieta Pronokal pode contribuir com o emagrecimento por restringir o consumo de carboidratos, que são a maior fonte de calorias da alimentação, além de propor uma oferta em quantidades individualizadas de proteínas e baixo teor de gordura, o que previne a sobrecarga dos rins e do fígado e o risco de doenças cardíacas que podem aumentar em outras dietas, como a cetogênica.

A perda de peso às custas de gordura, com maior preservação de massa magra, também é uma das vantagens desse método para o emagrecimento!

Quais os prós e as contraindicações desta dieta

A dieta Pronokal é prescrita apenas por profissionais licenciados pela empresa que, antes de indicar o início do método, realizam avaliações e exames para eliminar a possibilidade de condições clínicas ou doenças que poderiam ser agravadas pela cetose induzida nas primeiras fases da dieta.

Esse método é indicado para pessoas com excesso de peso ou obesidade, no entanto, gestantes, lactantes, crianças e adolescentes com menos de 16 anos não devem adotar esta dieta.

Mesmo as pessoas saudáveis que optam pela dieta da NASA podem sentir os efeitos colaterais causado pelo corte drástico de carboidratos da primeira etapa (ou fase ativa) que leva o organismo a um estado de cetose, como dores de cabeça, indisposição, mau humor, hálito ruim e prejuízo na capacidade para realizar atividades físicas.

Outro efeito negativo da dieta Pronokal está relacionado ao distanciamento da comida de verdade, já que uma parte das refeições é substituída por alimentos em pó, que por mais que possam ser reconstituídos não vão proporcionar as mesmas sensações que uma preparação culinária tradicional.

Com menos “comida de verdade”, os reflexos de mastigação podem ser comprometidos, o que prejudica o início do processo de digestão, que começa pela boca com a liberação de enzimas produzidas pela saliva. A restrição rígida de carboidratos do início do método também pode desencadear episódios de compulsão ou até servir de gatilho para o desenvolvimento de transtornos alimentares.

Apesar dos benefícios apontados em estudos para a diminuição do consumo de carboidratos, a glicose continua sendo a fonte preferencial de energia para o sistema nervoso e a privação excessiva desse nutriente pode não funcionar para todas as pessoas a longo prazo, mesmo as pessoas saudáveis, já que muitos alimentos que trazem prazer e conforto e não prejudicam a saúde quando consumidos com moderação contêm carboidratos.

Resumo:

A dieta Pronokal só é prescrita por profissionais licenciados e uma avaliação clínica e exames são exigidos antes do início do método, indicado para pessoas com excesso de peso e obesidade.

Por outro lado, essa dieta é contraindicada para gestantes, lactentes, crianças e adolescentes menores de 16 anos e, mesmo quando praticada por pessoas saudáveis, pode causar na fase ativa (onde os carboidratos são restringidos) dores de cabeça, mau hálito, indisposição e prejuízo na capacidade de praticar exercícios físicos.

A privação também pode desencadear episódios de compulsão e o desenvolvimento de transtornos alimentares.

Cardápios e etapas

Os cardápios da dieta Pronokal são diferentes de acordo com a etapa do método em que a pessoa se encontra, e individualizados de acordo com as características energéticas, a evolução e as quantidades de proteínas necessárias para evitar ao máximo a perda de massa magra, ao mesmo tempo em que potencializa a perda de peso e gordura.

Apenas os profissionais da empresa Pronokal ou credenciados podem prescrever dietas com os produtos que eles fornecem, pois a composição nutricional dos sachês em pó e produtos liofilizados devem ser combinados aos alimentos permitidos em cada fase para atender as necessidades nutricionais de quem está praticando a dieta sem colocar em risco o alcance dos resultados.

Veja como ela funciona:

O método da dieta Pronokal se divide em três etapas:

  • 1ª etapa ou Fase ativa: é nessa fase que as mudanças são iniciadas para “emagrecer rápido” e 80% do progresso para a perda de peso acontece. Os carboidratos e as gorduras ficam restringidos e é estabelecido um limite de calorias para o consumo diário. Os alimentos permitidos são: legumes, verduras e alimentos desidratados vendidos pela própria empresa, que podem ser reconstituídos com água para preparar pães de proteínas, sopas e cremes, omeletes, crepes, shakes, bebidas de frutas, sobremesas, entre outros. Com o baixo consumo de gorduras e carboidratos, as reservas de glicose do fígado e músculos se esgotam, fazendo com que o corpo entre em um processo de cetose e “queime” mais gorduras para serem utilizadas como fonte de energia. Os alimentos proteicos em pó fornecidos pela Pronokal tem como objetivo completar as necessidades calóricas e preservar a massa magra. A duração desta etapa varia de pessoa para pessoa, mas não pode ultrapassar os 15 dias.
  • 2ª etapa ou Fase de adaptação fisiológica: nesta etapa os 20% que faltam para atingir o objetivo devem ser alcançados. O corpo vai se adaptando às alterações fisiológicas pelas quais o organismo foi submetido na primeira fase, enquanto o sistema hormonal, o metabolismo basal e os níveis de insulina se estabilizam. Juntamente com essas alterações os alimentos de todos os tipos que na fase anterior estavam proibidos são introduzidos progressivamente à dieta, priorizando carboidratos de baixo índice glicêmico e gorduras saudáveis como o azeite de oliva, o abacate, as castanhas e nozes. A adoção de novos hábitos dietéticos e de estilo de vida são estimulados para ajudar o paciente a manter o objetivo conquistado.
  • 3ª etapa ou Fase de manutenção: nessa fase de manutenção é realizado um acompanhamento periódico do paciente para ajudar a manter o peso perdido em longo prazo. Essa etapa é adequada às características e necessidades energéticas de cada um e os alimentos tradicionais aplicados em uma dieta equilibrada e saudável são combinados com produtos Pronokal, em menor proporção. O acompanhamento multidisciplinar apoia o paciente a manter a perda de peso alcançada e dura do início da dieta até dois anos depois da finalização do tratamento.

Resumo: 

Os cardápios da dieta Pronokal devem ser prescritos pelos profissionais de saúde que conhecem os produtos da empresa, pois a composição nutricional destes combinados com a alimentação tradicional deve ser levada em conta. O método é composto por 3 etapas: fase ativa, de adaptação fisiológica e de manutenção.

  • Na primeira fase 80% do peso é perdido com a restrição de carboidratos e de gorduras, e o início da substituição de algumas refeições por sachês em pó e alimentos desidratados.
  • Na segunda fase o corpo se adapta aos novos níveis hormonais e mudanças no metabolismo e alimentos de todos os tipos são introduzidos gradualmente para que os 20% restantes seja alcançado.
  • A terceira fase é promovida pela equipe multidisciplinar composta por médicos, nutricionistas e especialistas em coach de mudança de comportamento para que a perda de peso seja mantida de forma saudável.

Assim como outras dietas da moda, a dieta Pronokal ou dieta da NASA contribui com a perda de peso expressiva e em curto prazo, mas se a reeducação alimentar não for priorizada, pode promover um ganho de peso maior e dificultar a construção de uma relação saudável com a comida, o reconhecimento de sensações como o apetite, a fome e a vontade de comer e o desenvolvimento do auto controle.

Os resultados obtidos ao fazer o método Pronokal podem variar de pessoa para pessoa.

Antes de iniciar uma dieta restritiva consulte sempre o seu médico para verificar suas condições de saúde, e procure um nutricionista, que está apto para elaborar um plano alimentar saudável que se adapte à sua rotina e características pessoais para atingir os seus objetivos sem prejudicar a saúde. 

Referências:

  1. Porta Terra >Notícias > Dino >Vale a pena fazer a dieta da NASA? Nutricionista responde. Postado em 06.07.2018. Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/dino/vale-a-pena-fazer-a-dieta-da-nasa-nutricionista-responde,c6763606295f4e6daeb5ea04559f4172f2cda123.html
  2. Goday, A. et al. Short-term safety, tolerability and efficacy of a very low-calorie-ketogenic diet interventional weight loss program versus hypocaloric diet in patients with type 2 diabetes mellitus. Revista Nutrition & Diabetesvol.6, p. 230, 2016.
  3. Site Pronokal >Home >Do Método >Como funciona? Disponível em: https://www.pronokal.com/bra/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *