Alimentos que melhoram a fertilidade

Comumente nos deparamos com casais com dificuldade para iniciar uma gestação!

De maneira geral, a primeira saída é: “Vamos procurar um médico!”. Isso de fato é importante, mas vale a pena atentar-se para alguns detalhes que podem fazer a diferença para você que quer aumentar suas chances de engravidar.

Você pode estar se perguntando, quais são os detalhes, certo?!

Às vezes, uma mudança na alimentação pode ser suficiente para realizar o sonho de ser mãe e, mesmo que no seu caso o médico indique um tratamento específico, mudanças simples no cardápio podem aumentar as chances de sucesso. O benefício serve também para os homens, pois uma alimentação adequada pode aumentar a produção e a qualidade dos espermatozoides.

Alimentos para fertilidade feminina

Alguns fatores bem como algumas vitaminas e nutrientes são essenciais para melhorar a fertilidade feminina.

Fatores como o envelhecimento precoce dos ovários e a síndrome da menopausa prematura podem ser causados pela falta de vitamina D. Por isso, é muito importante se você está tentando engravidar manter os níveis dessa vitamina bons!

A exposição solar diária e sem o uso de protetor solar por pelo menos 10 minutos é necessária para que o corpo absorva a vitamina D. Além disso, invista no consumo de peixes que vivem em águas profundas, como salmão, sardinha e atum, são fontes de vitamina D, além de ômega 3.

Outra vitamina muito importante que deve ser levada em consideração nesse contexto de tentar engravidar é a vitamina B12. Mulheres que apresentam níveis adequados dessa vitamina têm menor probabilidade de ter um aborto.  A vitamina B12 é encontrada em laticínios, carnes, ovos e feijões.

Você já ouviu falar em quercetina?

Trata-se de uma substância antioxidante encontrada no alho e na cebola que funciona como antiestrogênico, ajudando no tratamento de endometriose, fator determinante se você quer engravidar é estar livre da endometriose.

Além disso o consumo de fibras ajudam a melhorar o trânsito intestinal e a equilibrar quantidade de glicose no sangue, colaborando para o tratamento de quem tem ovário policístico. As fibras são encontradas na aveia, frutas, leguminosas, grãos integrais, milho e vegetais folhosos. Cereais, arroz integral, pães e massas integrais também são boas opções.

Por último, mas não menos importante, o folato (ou ácido fólico, ou vitamina B9)!

Quando o nível de folato está baixo, aumenta o risco de aborto no início da gestação, além do risco do bebê desenvolver falhas na formação do sistema nervoso e da coluna vertebral. O folato é encontrado na beterraba crua, gérmen de trigo, vegetais verde-escuros, aspargos, feijões, gema de ovos, entre outros alimentos.

Resumo

Os alimentos que aumentam a fertilidade feminina são:

  • Peixes que vivem em águas profundas, como salmão, sardinha e atum, que são fontes de vitamina D, além de ômega 3;
  • Laticínios, carnes, ovos e feijões, que são ricos em vitamina B12;
  • Alimentos ricos em fibras tais como: aveia, frutas, leguminosas, grãos integrais, milho e vegetais folhosos. Cereais, arroz integral, pães e massas integrais;
  • Alho e cebola também são importantes, uma vez que são ricos em quercetina que ajuda a “equilibrar” alguns hormônios sexuais femininos;
  • Beterraba crua, gérmen de trigo, vegetais verde-escuros, aspargos, feijões, gema de ovos, que são ricos em folato!

Alimentos para fertilidade masculina

Aumentar o consumo ou até fazer uma suplementação de vitamina C ajuda a aumentar a  produção de espermatozoides. Alguns alimentos são ricos nessa vitamina e devem ser incluídos no cardápio, como morango, kiwi, mexerica, brócolis, laranja, caju, abóbora, agrião, beterraba, limão e frutas cítricas em geral, vegetais verdes e tomates.

Outra vitamina importante para aumentar a fertilidade masculina é a vitamina E. Azeite extravirgem, vegetais verde-escuros, abóbora, cereais integrais, abacate e salmão são fontes dessa vitamina, que melhora a habilidade do espermatozoide de fertilizar o óvulo, quando o procedimento escolhido é a fertilização in vitro.

Homens com baixos níveis de selênio podem ter espermatozoides fracos ou deformados. Amêndoas, pistache, carne bovina e de aves devem ser inseridos na alimentação, pois são ótimas fontes desse mineral e vão ajudar a melhorar a qualidade dos espermatozoides.

A vitamina B12 também é importante para os homens! Aumentar a concentração dessa vitamina no organismo ajuda no aumento da quantidade de espermatozoides e é indicado para quem tem a concentração abaixo de 20 milhões/ml. A vitamina B12 é encontrada em laticínios, carnes, ovos e feijões.

Resumo

Os alimentos que melhoram a fertilidade masculina são:

  • Morango, kiwi, mexerica, brócolis, laranja, caju, abóbora, agrião, beterraba, limão e frutas cítricas em geral, vegetais verdes e tomates, que são fonte de vitamina C, essencial para uma boa produção de espermatozoides;
  • Azeite extravirgem, vegetais verde-escuros, abóbora, cereais integrais, abacate e salmão são fontes de vitamina E, que melhora a habilidade do espermatozoide de fertilizar o óvulo, quando o procedimento escolhido é a fertilização in vitro;
  • Amêndoas, pistache, carne bovina e de aves devem ser inseridos na alimentação, pois são ótimas fontes de selênio e vão ajudar a melhorar a qualidade dos espermatozoides;
  • Laticínios, carnes, ovos e feijões, que são ricos em vitamina B12.

Outras recomendações

Sempre que possível escolha alimentos orgânicos e frescos, para evitar que os agrotóxicos possam afetar negativamente o sistema hormonal tanto de homens quanto de mulheres.

Também vale ressaltar, como sempre fazemos aqui no blog, que adotar hábitos de vida saudáveis, como prática de exercícios e meditação, além da boa alimentação, fazem toda a diferença para a saúde geral!

Referências:

  1. Fecondare clínica médica. Disponível em: https://fecondare.com.br/artigos/alimentos-e-nutrientes-que-aumentam-fertilidade/.

Escrito por

Andrea Rampazzo

Nutricionista com CRN 31884 formada em Nutrição pela Universidade Federal de Alfenas – MG

Mestre Fisiologia da Nutrição pelo Departamento de Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – UNIFESP. Pós- graduanda em Metabolismo do atleta pelo Instituto Hi-Nutrition. Atua como nutricionista clínica no "Espaço Evoluir" na cidade de Itupeva-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *